Você conhece os 5 tipos de pimentas mais populares do Brasil?

25 de julho de 2017
|

A relação dos brasileiros com as pimentas mudou, consideravelmente, nos últimos anos. Antes, relegada praticamente às regiões Norte e Nordeste, hoje, as pimentas brasileiras ganharam força e expressividade em todo o território nacional, principalmente, em razão dos programas de gastronomia que têm trazido muitas novidades para o público que gosta de se aventurar na cozinha.

Se você é um desses curiosos que se amarra em gastronomia e quer impressionar os amigos e a namorada fazendo o uso correto das pimentas, conheça agora as 5 principais pimentas brasileiras!

Pimenta Biquinho

De expressão sutil, é extremamente interessante para quem deseja começar a se aventurar no universo das pimentas.

É uma pimenta arredondada, que termina com uma ponta, praticamente fazendo um bico, o que justifica o seu nome — possui cor vermelha quando está madura.

Arrisque consumir essa pimenta e se apaixone por seu sabor levemente adocicado, com pungência (grau de picância) suave e aromas incríveis.

Vem sendo muito utilizada para finalizar drinks, dar charme às saladas, e na composição de geleias, conservas e aperitivos.

Pimenta Dedo-de-Moça

É uma das pimentas brasileiras mais conhecidas e populares, sendo por este motivo, bastante utilizada no preparo de diversos pratos.

Possui fruto com formato alongado e curvo, com coloração vermelha intensa.

Não é muito aromática e sua pungência é média, podendo ficar ainda mais suave ao se retirar suas sementes.

É comumente utilizada no preparo de molhos, geralmente vindo acompanhada de outras pimentas. Quando usada sozinha, combina com carnes, peixes mais gordurosos e até mesmo com caldas de sobremesas.

Pimenta Cumari

Agora a coisa começa a ficar séria, pois essa pimenta é bastante picante e tem o final um pouco amargo.

Seu fruto costuma ser arredondado ou ovalado, e sua coloração varia do amarelo ao vermelho intenso, sendo esta última, mais difícil de ser encontrada.

Não possui aromas expressivos ao ponto de serem dignos de nota. É consumida em pratos do dia a dia como arroz, feijão e carnes ensopadas, garantindo-lhes um toque especial.

Pimenta de Bode

Pimenta para os mais ousados, pois possui alta picância  e aroma forte. Seu fruto é arredondado ou achatado e sua coloração pode ser verde quando imatura, ou amarela e vermelha quando madura.

Muito comum na região centro-oeste do Brasil, aparece com frequência nas preparações naturais de Goiás, como galinhadas, arroz com pequi, baião de dois e tutu de feijão.

Pimenta Malagueta

Bastante conhecida e utilizada, é também uma das pimentas brasileiras mais cultivadas. Seu formato é alongado e sua coloração vai do verde, quando imatura, ao vermelho quando madura.

É extremamente picante e, por isso, também costuma ser muito temida, mas ao ser usada com parcimônia, certamente resulta em sabores muito estimulantes.

Amplamente utilizada na gastronomia da região Amazônica, em pratos típicos como: o tucupi (molho que mistura vinagre, raiz de mandioca e soro de leite, ela também serve para acompanhar peixes), damurida (caldo que tem como ingrediente principal a pimenta malagueta e acompanha caças ou peixes) e jiquitaia (pimenta moída com sal ou sem).

No nordeste, enriquece pratos como: acarajé, bobó de camarão, moqueca, vatapá etc. E nas demais regiões do país temperam pratos à base de peixe, carne e feijoadas.

Agora que você já conhece as principais pimentas brasileiras é hora de se aventurar por esse mundo de ardência e prazer simultâneos, saia da poltrona e arrisque novas sensações! Além disso, vale ler o nosso post e descobrir o que a pimenta pode fazer pela sua saúde!

© COPYRIGHT | DE CABRÓN CHILLIS. Material protegido pela Lei nº 9.610 (direito autoral), é proibida a cópia ou reprodução do material, sem autorização prévia. Envie para sac@westco.com.br com pedido de autorização.