Versátil e saborosa, a pimenta conquista corações mundo afora e aparece como adicional nos mais diversos pratos. Entretanto, os mitos que circundam essa especiaria parecem ser tão abundantes quanto seu sabor.

O post de hoje chegou para esclarecer os principais rumores sobre a pimenta, para que você não perca mais tempo e descubra logo todo o seu potencial e sabor! Vamos lá?

1 – Pimenta faz mal à saúde

Gastrite, pressão alta, úlcera. São vários os males que a pimenta é acusada de causar. Mas quando o assunto é saúde, ela é totalmente inocente! Ela, inclusive, faz muito bem para a saúde. Isso mesmo! Se você tenta ficar longe dela por medo dos malefícios que ela traz, pode se jogar no sabor da pimenta sem medo.

Na faculdade de nutrição da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), um grupo de pesquisadores descobriu que a pimenta ajuda a diminuir a incidência de doenças cardiovasculares, que é a principal causa de morte no Brasil.

Se hoje há quem acredite que a pimenta faz mal, os antigos não tinham dúvida alguma de seus benefícios. Há pelo menos dois mil anos, no continente americano, a pimenta era usada para combater dores de dente e de estômago.

Isso porque, além de preventivo, o fruto também atua como analgésico, anti-inflamatório e xarope. Ele também tem propriedades analgésicas e energéticas, reduz as chances de haver formação de coágulos no sangue e estimula a produção de endorfina no cérebro, o que causa a sensação de bem-estar.

2 – Pimenta pode causar câncer

Vira e mexe, um ou outro alimento torna-se o “culpado pelo câncer” da vez, e a pimenta não fica de fora dessa. Mas, na verdade, as pimentas chili contêm um composto ativo chamado capsaicina, que induz as células cancerígenas a cometer suicídio.

Ou seja, os frutinhos ativamente combatem o câncer! A pesquisa documentando essa descoberta foi publicada em 2002, no prestigiado Jornal do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos.

3 – Pimenta não tem nutrientes

Ainda não está satisfeito? Tudo bem! Combater o câncer não é a única característica da capsaicina. O composto ativo também alivia dores de cabeça e enxaquecas, ajuda a controlar os níveis de glicose no sangue e alivia os sintomas da rinite alérgica, pois aumenta a capacidade pulmonar.

Ela também é rica em vitaminas A, B1, B2, C, E e PP. Tudo isso junto faz com que o composto ativo ajude a combater radicais livres, atue na formação dos ossos e da pele, melhore a visão, ajude a metabolizar a energia dos açúcares, fortaleça o sistema imunológico e regule a taxa de colesterol no sangue, entre outros benefícios dessas vitaminas. Ou seja, mais outro mito sobre a pimenta que eliminamos.

4 – Não se pode comer pimenta todo dia

Mesmo com todos esses benefícios à saúde, há quem diga que a ingestão de pimenta deva ser algo esporádico, pois comê-la todo dia faz mal. Bom, a esta altura do post você já deve ser capaz de perceber que essa noção não tem nada de verdadeira!

O único malefício que o excesso de pimenta pode trazer é deixar o prato picante demais, mesmo quando essa não for sua intenção. Em termos de saúde, a ingestão da pimenta é recomendadíssima com a frequência que você desejar e sem contraindicações para ninguém. Todo mundo pode comer pimenta todos os dias!

5 – O leite diminui a ardência causada pela pimenta

Finalmente, um boato verdadeiro! Se você experimentou uma pimenta particularmente ardida ou exagerou a dose do fruto em sua receita, tomar água só fará com que a sensação de ardência em sua boca e garganta aumente.

O leite e seus derivados, por outro lado, possuem uma substância chamada caseína, que corta os efeitos da capsaicina das terminações nervosas em sua boca. Por isso, ardeu? Tome leite ou iogurte, ou procure qualquer outro derivado do leite!

Cada vez mais estudos comprovam os benefícios da pimenta e, com isso, os brasileiros já a incluírem definitivamente nos mais variados pratos. Afinal, não há limites para o uso da pimenta na gastronomia! Mas o frutinho ainda tem outras vantagens. Ficou curioso? Então, não perca nosso post sobre como usar a pimenta como afrodisíaco!

7 Comentários

  1. Amo pimenta!!
    Pimenta sim, picadinha, amassadinha, nacos grandes, em molho dificilmente.
    Gosto dela in natura. Molhos teem sal, outros componentes que não sabemos, a não ser que o façamos do nosso jeito.

  2. Sou louca por pimenta se. Fizesse mal já tinha morrido como até descer as lágrimas amooo

  3. Este foi o primeiro artigo que li!
    Como diz o ditado: “A primeira impressão é a que fica!”.
    Pronto, amei!
    Paixão a primeira vista, existe!
    PARABÉNS !!!

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.