22 Resultados

pao

Pesquisa

Está muito frio por ai? Você é daqueles que nem usando três camadas de roupas consegue esquentar? Afinal há quem diga que frio é psicológico. E foi pensando nisso que fizemos esse post pra mexer com seu psicológico e esquentar seu coração. E por falar em psicológico, tem uma combinação que é imbatível para o frio: sopa, pão italiano e pimenta. Selecionamos essa clássica das madrugadas do gastrobares e super fácil de fazer pois são poucos ingredientes. Então vamos à listinha:

 

Ingredientes:

Pão italiano tipo bolota com aproximados 400gr

1 xícara de queijo parmesão ralado

1 xícara de queijo gorgonzola

1 xícara de queijo tipo Catupiry®

1 xícara de queijo mussarela ralado

Tablete de caldo de galinha

4 xícaras de leite

1 cebola média

100gr de manteiga sem sal

Salsinha picada a gosto

Noz moscada

Azeite

Molho de pimenta Habanero e Bacon ou Colírio pro Zóio

 

Mão na massa:

Em uma panela funda, refogue a cebola na manteiga até começar a dourar – dica: coloque um fio de azeite pra ajudar a não queimar a manteiga. Adicione uma xícara de leite, o tablete de caldo de galinha e os queijos Catupiry® e gorgonzola. Deixe a mistura engrossa em fogo baixo. Após engrossar, bata no liquidificador com o resto do leite. Dica: use as três xícaras de leite para baixara temperatura antes de colocar no liquidificador.

Volte a mistura de volta ao fogo por mais alguns minutos, mexendo sem parar até que fique bem homogênia. Acrescente o parmesão e a mussarela e desligue o fogo. Pra finalizar, rale um pouco da noz moscada.

Corte a tampa do pão italiano redondo e retire o miolo na parte central cavucando com muito carinho. Despeje a sopa dentro do pão e sirva imediatamente.

E a pimenta? Se você curte um toque de bacon, pingue algumas gotas de Habanero e Bacon assinado pelo Marky Ramone. Agora se você prefere mais picante, soca porva no Colírio pro Zóio.

Aposto que você já sentiu um calorzinho e esqueceu do frio.

Como a pimenta age no fluxo sanguíneo, aquecendo o corpo e dando maior sensação de energia, considere esse ingrediente infalível, termogênico e saudável não só para mudar seu psicológico, mas também para consumo diário.

E por falar nela, após conferir receitas ardentes de comidas afrodisíacas para esquentar o clima de casal, aprenda mais sobre esse alimento no artigo picante: Arriba muchacho: saiba como usar a pimenta como afrodisíaco.

 

No dia 10 de julho comemoramos o Dia da Pizza, muito embora nós, brasileiros, tenhamos o hábito de celebrar a data quase toda semana. Que ela é deliciosa em todas as suas variações, entre salgadas e doces, todo mundo já sabe, mas de onde surgiu essa belezinha? Vem que a gente te conta de onde vem a pizza e, hora que bater a larica, você ainda vai ter essa receita super fácil para fazer no liquidificador.

Mas que besteira, cabróns. Sabemos que a pizza vem da Itália…

Mamma mia! Elas podem até ter se popularizado como conhecemos por lá, mas foi a seis mil anos que a história da massa redonda com cobertura, assada em um forno começou.

De onde vem a pizza então?

Chamada de “pão de Abrahão” ou “piscea”, se tratava de uma fina camada de massa comum na alimentação dos hebreus e egípcios. Já três séculos antes de Cristo, os fenícios começaram a adicionar carne e cebola como recheio.

Durante as Cruzadas, os Turcos se encantaram pela receita, e levaram até o porto de Nápoles, na Itália, onde a preparação foi enriquecida com farinha de melhor qualidade e o tão querido queijo. Isso aconteceu por volta de 1520, quando o Brasil ainda era um bebê.

O clássico tomate, que muita gente não dispensa, só entrou na receita no século XVI, quando saiu da América e chegou por lá. Mas só foi ao término da Segunda Guerra Mundial, em 1945 que os norteamericanos popularizaram a pizza por aqui.

E porque se chama pizza?

A palavra “pizza” vem do latim piscea, que é um objeto torrado pelo fogo, mas o termo apareceu pela primeira vez em um texto latino na cidade de Gaeta em 997 AC. A publicação conta que uma determinada pessoa devia a outra pessoa “duodecim pizze” ou traduzindo, doze pizzas.

Os líderes de consumo de pizza no mundo são: Estados Unidos, Brasil, França, Itália e Austrália.

Aqui a coisa é tão séria que há até uma Associação de Pizzarias Unidas, que já divulgou que produzimos, em média, 1 milhão de pizzas por dia, sendo metade consumida somente pelo estado de São Paulo. Mas o número pode ser ainda maior em tempos de aplicativos de entrega.

Agora que já dichavamos a danada, vamos à receita da pizza no liquidificador, pra você que tá com fome e pouca paciência na quarentena:

Para fazer a massa

INGREDIENTES

1 xícara (chá) de leite

1 ovo

1 colher (chá) de sal

1 colher (chá) de açúcar

1 colher (sopa) de margarina

1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo

1 colher (sobremesa) de fermento em pó

1/2 lata de molho de tomate

Sugestão de Recheio:

250 g de mussarela ralada grossa

2 tomates fatiados

azeitona picada

orégano a gosto

(mas você pode fazer com o que quiser, palmito, frango, catupiry, brócolis, etc)

MODO DE PREPARO

No liquidificador bata o leite, o ovo, o sal, o açúcar, a margarina, a farinha de trigo e o fermento em pó até que a mistura se torne homogênea.

Despeje a massa em uma assadeira para pizza untada com margarina e leve ao forno preaquecido por 20 minutos.

Retire do forno e coloque o molho de tomate.

Cubra a massa com mussarela ralada, tomate e orégano a gosto (ou seus ingredientes favoritos)

Leve novamente ao forno até derreter a mussarela.

Se quiser deixar ainda mais delicioso, adicione algum molho DECABRÓN. As sugestões são o Barbecue Porco Moiado, Sriracha Tradicional, Ketchup Caipira e até o molho de pimenta Papai Noel Morreu 2019, que voltou para nosso estoque por tempo limitado.

E aí? Seu dia vai terminar em pizza?

 

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

A temperatura começou a cair em diversas regiões do país e, com a entrada do inverno no dia 20 de junho, a tendência é que fique cada vez mais difícil esquentar os pés.

Além de reforçar as meias, por duas calças e tirar a cacharrel mofada do guarda-roupa, essa é a hora em que todo mundo lembra de pedir pra mãe preparar aquela sopinha né? Mas como sair da tradicional sopa de legumes ou mandioca no inverno?

Pra isso você tem a nós, meu cabrónzinho. E não precisa pedir pra mamãe não. Garanto que se você botar a mão na massa vai sentir até calor! Já postamos aqui uma sopa de quatro queijos no pão italiano que é de cair o queixo, confira aqui. Se é das pimentas, veja também essa receita de chilli con carne.

Mas hoje vamos te ensinar 6 receitas pro inverno que vão te esquentar de uma vez por todas. E sem ser sopa!

  1. Picadinho de carne ao vinho

    (Foto: Blogdosvinhos)

    (Via TudoGostoso)

INGREDIENTES

3 colheres de sopa de óleo

2 dentes de alho bem picados

2 cebolas médias picadas

1 kg de patinho ou alcatra em cubinhos

1 folha de louro

sal e pimenta a gosto

1/2 xícara de chá de purê de tomate

4 xícaras de chá de água

2 cubinhos de caldo de carne

1/2 xícara de vinho tinto seco

500 g de cebolas bem pequenas

1 pimentão verde picado

MODO DE PREPARO

Aqueça o óleo e refogue a cebola picada e o alho. Junte os cubinhos de carne, o louro, a pimenta e deixe dourar. Acrescente a água e os cubinhos de caldo de carne até de dissolver bem, adicione o purê de tomate, o vinho e o pimentão. Misture bem e deixe cozinhar por 30 minutos.

Coloque as cebolas pequenas e cozinhe por mais 10 minutos e está pronto.

  1. Polenta cremosa com linguiça calabresa

(Via Perdigão)

(Foto: MdeMulher)

Ingredientes

Calabresa ao molho:

3 gomos de linguiça cortados em cubos pequenos

1/2 cebola descascada e cortada em cubos pequenos

2 dentes de alho descascados e amassados

5 tomates cortados em cubos

1 pitada de açúcar

Polenta:

2 xícaras (chá) de fubá pré-cozido

4 xícaras (chá) de água (mais quanto baste para hidratar o fubá)

Pimenta do reino branca moída a gosto

1 colher (sobremesa) de sal

1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo

Em uma panela refogue a linguiça, acrescente a cebola e o alho e deixe dourar.

Acrescente os tomates e cozinhe até que eles desmanchem. Adicione o açúcar e reserve.

Polenta:

Em um recipiente coloque o fubá e cubra-o com água (o suficiente para cobrir todo o fubá), deixe hidratando por aproximadamente 20 minutos.

Ferva a água com a pimenta e o sal, adicione o fubá hidratado e misture sem parar por aproximadamente 20 minutos até que engrosse, mantendo o fogo baixo. Reserve.

Montagem:

Forre o fundo de um refratário que possa ir ao forno com a calabresa ao molho; cubra com uma camada de polenta e salpique o parmesão ralado.

Leve para gratinar em forno alto (240°C) por aproximadamente 15 minutos, até que fique dourado. Sirva quente.

  1. Moqueca de banana da terra

(via TudoGostoso)

(Foto: Marieta Ferreira)

INGREDIENTES

2 tomates grandes picados em cubinhos, sem pele e sem semente

1 cebola média cortada em rodelas finas

1 dente de alho amassado

Colorau

Azeite

Sal

2 bananas da terra grandes, cortadas em 3 partes cada uma

1 maço de coentro

Água

MODO DE PREPARO

Leve a panela de barro ao fogo. Refogue no azeite, a metade da cebola, o alho e o colorau.

Acrescente metade do tomate, refogue bem e espalhe pelo fundo da panela. Depois, coloque as bananas e cubra com o restante do tomate, da cebola e do coentro, arrumando bem.

Tampe a panela e deixe que ferva até que as bananas estejam macias, sempre verificando a água e acertando o sal, se necessário.

  1. Lasanha de Berinjela com Queijo

(via TudoGostoso)

(Foto: TudoGostoso)

INGREDIENTES

3 berinjelas grandes

1 lata de molho de tomate

1 maço de coentro cortado e pedaços pequenos

azeitonas sem caroço cortadas

300 g de queijo mussarela fatiado

300 g de presunto fatiado

2 colheres de azeite

Queijo catupiry

MODO DE PREPARO

Corte as berinjelas em fatias finas, no sentido do comprimento.

Em uma assadeira retangular refratária, coloque no fundo, as duas colheres de azeite e um pouco de molho de tomate.

Coloque então uma camada de berinjela. Cubra com molho de tomate, salpique com azeitonas e coentro. Em seguida, coloque uma camada de presunto. Acrescente uma camada de berinjela, cubra com molho de tomate e por cima coloque uma camada de queijo mussarela. Repita por mais duas camadas.

Coloque por cima da última camada queijo catupiry a gosto e cubra a assadeira com papel alumínio.

Leve ao forno em temperatura de 180º graus por cerca de 30 minutos, para cozinhar. Após isso, retire o papel-alumínio e deixe por mais 5 a 10 minutos para gratinar e sirva.

  1. Tomate Recheado

(via TudoGostoso)

(Foto: TudoGostoso)

INGREDIENTES

6 tomates maduros

1/2 colher de chá de sal

6 dentes de alhos fatiados

3 colheres sopa de azeite

2 xícaras e meia de chá de pão italiano em cubos

1 xícara de chá de queijo parmesão ralado

1 colher de chá de orégano

Modo de Preparo

Corte uma tampa dos tomates e deixe o interior oco. Polvilhe o sal dentro e escorra.

Doure o alho em 1 colher sopa de azeite. Retire e reserve.

Na mesma frigideira, frite o pão, transfira para uma vasilha e misture o queijo, o orégano, e o alho reservado. Recheie os tomates, e regue com uma colher e meia de sopa de azeite.

Coloque em uma assadeira untada com o resto do azeite e asse por 15 minutos.

  1. Camarão na Moranga

(via TudoGostoso)

(Foto: TudoGostoso)

INGREDIENTES

1 kg de camarão médio

4 colheres (sopa) de azeite

2 dentes de alho

1 cebola

5 tomates sem sementes

sal e pimenta-do-reino a gosto

1 lata de creme de leite sem soro

300 g de requeijão cremoso

1 moranga

cheiro-verde a gosto

3 colheres (sopa) de ketchup

MODO DE PREPARO

Retire a tampa e as sementes da moranga.

Lave e enrole-a em papel alumínio e leve ao forno médio (180° C) por 45 minutos.

Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o alho e a cebola, junte o camarão e deixe cozinhar por 5 minutos. Adicione os tomates picados, a pimenta, o sal e o ketchup.

Desligue o fogo e acrescente o creme de leite e o cheiro-verde. Misture bem e adicione por último o requeijão.

Passe um pouco de requeijão no interior da moranga e despeje o creme de camarão.

Obs. Você pode substituir o camarão por frango, carne-seca, palmito ou cação.

Não deixe de fazer essas receitas pro inverno! E aí, qual vai ser a de hoje?

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

Cansado de rolar a tela procurando algum filme ou série na Netflix?

Quem viveu a fase adulta antes dos anos 2000 com certeza se lembra como era mais complicado, porém especial, assistir a um filme em casa. O dia da exibição exigia toda uma preparação: reunir a galera, ir até uma videolocadora, caçar por entre todos os títulos, fazer um cadastro, pagar, ir para casa assistir e devolver em, no máximo, dois dias. E atire a primeira pedra quem nunca atrasou e teve que pagar multa!

Hoje ficou bem mais simples, e, com uma smart TV e assinatura de um streaming, a longa fila de opções em séries e filmes é capaz de se tornar entediante. Principalmente quando você faz algumas más apostas e não gosta muito dos títulos escolhidos.

Hoje a plataforma mais acessada do mundo é a Netflix, que, no fim do ano passado, chegou a bater 158 milhões de assinantes. Como o foco da empresa é a produção de conteúdos exclusivos, e, muita gente acaba sentindo falta de outros tipos de produção, isso abriu portas para a Amazon Prime Video, sua concorrente, que atingiu números bem próximos de assinantes quando abriu para o público brasileiro, em meados de 2019.

O que pouca gente sabe é que existem outras opções. Algumas oferecem serviço de compra/aluguel e streaming de títulos, outras armazenam compilados de filmes clássicos e documentários e tem até um que tem como foco a inclusão social, só com produções que contam com pelo menos uma pessoa negra no elenco.

Então, se você já teve experiências, mas enjoou, trouxemos 7 novas opções de sites para ver séries e filmes online além da Netflix:

  1. HBO GO

Como o nome sugere, esta é a plataforma de streaming que conta com as produções da HBO. Funciona como a Netflix: com uma assinatura mensal, você tem acesso a séries, filmes, desenhos e documentários que podem ser acessados em tablets, smartphones, Apple TV, Android TV e Xbox.

Entre as atrações populares disponíveis estão Game Of Thrones, The Outsider e Big Little Lies, além do universo DC, como Batman e Aquaman. Ainda há a opção de fazer downloads para assistir mais tarde sem gastar os dados móveis.

Os 30 primeiros dias de assinatura do HBO GO são gratuitos, custando R$ 34,90 mensais após o período.

  1. Mubi

O Mubi é uma plataforma que armazena filmes cults, clássicos, independentes e premiados do mundo todo. A cada dia o streaming disponibiliza um filme novo, que fica disponível por 30 dias.

A plataforma é para os amantes do cinema e conta com obras de 1900 e bolinhas, até mais atuais, entre estrangeiros e brasileiros.

É possível assistir no computador, smart TV ou celular online ou offline, precisando apenas fazer o download da obra escolhida.

Para quem quer experimentar, o período de experiência é de 7 dias, depois são cobrados R$ 27,90 por mês.

  1. Looke

O Looke funciona como uma grande locadora digital. O catálogo de filmes e séries é imenso, desde os clássicos aos lançamentos, que podem ser assistidos em três formas diferentes:

  1. Video Club: Com esta opção, você paga um valor mensal de R$ 16,90 para uma tela, R$ 18,90 para três telas ou R$ 25,90 para 5 telas e uma locação ao mês. O acesso aos títulos é ilimitado nos filmes que contam com o selo Video Club;
  2. Aluguel digital: No aluguel, você paga por título que irá assistir. Após o primeiro play, você possui acesso ilimitado a ele por 48 horas;
  3. Compra digital: Comprando um título, você paga um valor para cada aquisição e tem acesso ilimitado a ele. Os filmes custam a partir de R$ 14,90.

Ao que parece esta é a melhor opção para assistir séries e filmes além da Netflix no momento.

4. Crunchyrool

Muita gente assiste animes nas plataformas ou sites online no Brasil, por isso foi criada um streaming exclusivo para quem curte as animações japonesas. A vantagem é que os animes são disponibilizados uma hora depois da transmissão no Japão, em HD e sem propagandas.

A biblioteca contém animes, mangás e séries de dorama (dramas televisivos).

O teste é gratuito por 14 dias, depois são cobrados ao mês R$ 25 + impostos.

  1. OLDFLIX

Se você é fã de filmes antigos este é o seu lugar. No Oldflix é possível acessar uma seleção de clássicos retrô do cinema e da televisão que podem ser acessados no smartphone, tablet ou computador.

A plataforma conta com produções de diversas categorias, como ação e aventura, comédia, animações, documentários, faroeste, ficção científica, entre outros. Rocky, Lost, King Kong e Jornada nas Estrelas são alguns dos títulos disponíveis.

O Oldflix custa R$ 12,90 ao mês, com teste grátis de 7 dias.

  1. AFROFLIX

AFROFLIX é uma plataforma colaborativa que disponibiliza conteúdos audiovisuais online mas com uma condição: você encontra produções com, pelo menos, uma área de atuação técnica/artística assinada por uma pessoa negra. São filmes, séries, web séries, programas diversos, vlogs e clipes que são produzidos, escritos, dirigidos ou protagonizados por pessoas negras.

É gratuito.

  1. SPCINE PLAY

A Spcine Play exibe filmes das principais mostras e festivais de cinema de São Paulo, bem como conteúdos exclusivos da programação cultural paulistana. São shows, espetáculos e performances para assistir, além de raridades de cineastas clássicos do cinema brasileiro, como Hector Babenco, Zé do Caixão e Suzana Amaral.

O Spcine Play não conta com assinatura, mas o pagamento é feito por aluguel de filme, custando a partir de R$ 3,90 por cada título.

Tem mais alguma dica? Conta pra gente nos comentários.

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

 

Se tem um francês que conquistou o coração do Brasil nos últimos anos, este é sem dúvidas o chef de cozinha Erick Jacquin. Revelado ao grande público no programa Masterchef, ao lado de Paola Carosella e Henrique Fogaça, julgando uma competição de cozinheiros no horário nobre da Band, não demorou a conquistar programas solo.

Primeiro, em 2016, ganhou seu reality show, O Mundo de Jacquin, na FOX Life, mas foi em 2019 que o meme “Desliga o frizê a notch?” ganhou a internet depois do primeiro episódio da segunda temporada de Pesadelo na Cozinha, que estreou em 2017.

Desde então, o chef se tornou um “meme ambulante”, com direito a filtro do Instagram e o “grupo onde fingimos ser o Erick Jacquin”, no Facebook. Por lá, só é permitido falar com o sotaque do chef – e é impossível ler algo sem ouvir a voz dele automaticamente.

É cada absurdo mostrado nos restaurantes do programa, que a audiência fica na expectativa para cada episódio novo, porque é impossível não sentir um misto de emoções, que vai desde o nojo e indignação à felicidade de ver que no fim – quase – tudo dá certo.

Por isso, selecionamos os cinco melhores episódios pra você que ainda não conheceu esta maravilha gastronômica televisiva e que gosta de ir do ódio ao amor em poucos segundos. Todos os episódios estão disponíveis no YouTube e é bem capaz que você decida maratonar depois de ver o primeiro… E não é propaganda!

  1. Pé de Fava

Claro que o número 1 tinha que ser o restaurante nordestino Pé de Fava… ops, quer dizer, Saborear, São Jorge ou Varandas? Isso porque na fachada tinha dois nomes diferentes, além de outro no cardápio e mais um no uniforme dos funcionários.

No estabelecimento localizado em Guarulhos, a bagunça já começava por aí, mas o pior ainda estaria por vir a cada dez segundos do programa. O chamariz era o self-service – fora do foco nordestino – que estava dando prejuízo para o dono. Intitulado como cachaçaria, o local disponibilizava apenas um tipo da bebida. E se o bairro onde fica o Pé de Fava é o da Tranquilidade, a cozinha era a do inferno.

O dono Fábio apavorava todos na cozinha, berrando, xingando funcionários e colocando a culpa de tudo que dava errado na equipe e na esposa Sâmia, que tinha que aguentar o chato no restaurante e em casa.

Mas o pior mesmo foi quando Jacquin descobriu que na parte superior do restaurante ficavam estocadas as carnes, e, ao abrir um dos freezers e ver o tanto de comida estragada chegou a vomitar em uma das panelas. Foi aí que um funcionário revelou que Fábio deixava o freezer desligado a cada 12h, para “equilibrar as contas e não ficar no vermelho”.

Daí Jacquin surtou, o chamou de “vergonha da profissón” por “desligar o frizê a notch”, mandou Fábio calar a boca e, aos berros expulsou todos os clientes do salão pelo “bem da saúde deles”.

Essa foi a cara do chef ao ter a notícia:

Reprodução

Apesar da irreverência e má educação de Fábio, o restaurante foi reformado, o cardápio recebeu alguns toques e freezers e estoque de carnes podres foram extintos.

  1. Bawarchi

No último episódio da 2ª temporada de Pesadelo na Cozinha, Jacquin foi investigar de perto os problemas do restaurante indiano Bawarchi, que fica na Vila Mariana, em São Paulo. Muito simpático, o proprietário Ajay contava somente com funcionários do continente asiático, que mal sabiam falar português, principalmente o garçom Rajveer, que entendia errado os pedidos, causando confusão no salão.

– é a primeira vez que estou trabalhando de garçom

– fazia o que antes?

– eu trabalhava de jardineiro

– quase a mesma coisa – ironizou Jacquin.

Além dos funcionários iniciantes no ramo, a limpeza foi um dos aspectos que mais chamou atenção, pois parecia que a cozinha não via uma bucha há séculos. Todos os freezers, gavetas, fogão e aparelhos estavam completamente imundos, e até baratas andavam pelas prateleiras.

Reprodução

Na hora de provar os pratos, o chef não gostou nada da apresentação, com a comida grudando no papel toalha e o sabor muito forte, longe de agradar o paladar brasileiro.

Não faltaram cenas de brigas entre o chef e os funcionários, que se recusavam a atender às exigências e críticas de Jacquin. “Isso aqui não é restaurante, é uma vergonha”, exclamou o chef, que disse que esse foi um dos maiores desafios do programa, chegando quase a desistir.

  1. Hero’s Burguer

Essa é a prova de uma decoração impecável nem sempre significa que a comida é boa. Chegando à hamburgueria em Pinheiros, Jacquin se perguntou o que estaria fazendo ali.

O casal Sibele e William comprou a Hero’s Burguer na cidade de Jaú e transferiu para São Paulo, com a esperança de bombar na cidade grande. Com a temática super-herois, realmente o restaurante chama a atenção, mas o problema começava na fumaça que inundava o salão, porque a coifa não funcionava.

Entre os funcionários, uma guerra, estimulada pelo genioso chef Marco, que, indignado com a péssima estrutura da cozinha e pela falta de dinheiro dos donos, explodia o tempo todo. Ele chegou até mesmo a brigar com Jacquin e abandonar o trabalho, indo embora.

Reprodução

A falta de liderança dos donos, que nunca tinham trabalhado no ramo gastronômico e a guerra entre garçons e o pessoal da cozinha tornavam o ambiente caótico, o que refletia nos hambúrgueres, que eram péssimos.

Uma passagem digna de lembrança é o pedido do dono para que não lavassem o chão da cozinha para economizar água. Jacquin ficou indignado.

O desafio foi unir proprietários e funcionários, lembrando o porquê de estarem em São Paulo neste projeto. Vale a pena assistir, e apesar de Marco dar nos nervos, ele acaba conquistando nosso coração.

  1. Sal e pimenta

 Este é aquele episódio que vale a pena ver só pra ver a arrogância escorrendo pelo ralo. Prestes a fechar, o restaurante de comida portuguesa Sal e Pimenta já havia recebido prêmios e sido reconhecido por anos seguidos por publicações do ramo gastronômico, mas depois de ser comprado pelo pai e filho Ari e Vinicius Gonzales, que pouco entendem de cozinha, foi pouco a pouco beirando a falência.

Com o pai pronto pra ir viver na praia e o filho, um ex-militar, flertando com o desemprego, o restaurante foi selecionado para o programa e os donos decidiram lhe dar uma última chance.

Apesar de precisarem de todas as dicas possíveis, os dois estavam relutantes em ouvir os comentários negativos feitos por Jacquin e rebatiam todas as críticas. Então, Jacquin chamou o crítico de gastronomia do jornal Estado de S. Paulo, Luiz Américo Camargo para avaliar a comida do restaurante. Ele já havia escrito uma crítica positiva sobre o Sal e Pimenta em 2008, e voltou para ver como estava uma década depois. Não demorou para decretar que os pratos perderam a qualidade: “O bacalhau não dá pra comer, enjoativo, gorduroso. Esse restaurante deveria ser chamado de SPA, porque você não consegue comer o couvert, a salada, deixa o prato pela metade e sai magrinho”.

O ápice foi quando Vinicius afirmou que Jacquin deveria ter inveja dele, e que não poderia dar opinião sendo que ele faliu seu próprio restaurante.

Foi aí que Jacquin decidiu reviver seu pior pesadelo e voltar pela primeira vez ao seu antigo restaurante, o “La Brasserie”, que fechou em 2013, pois viu que só assim teria o respeito dos participantes. “Esse aqui foi o sonho da minha vida. Eu não fechei por falta de qualidade ou porque os clientes reclamavam. Eu fechei porque eu não tinha clientes o suficiente, com certeza”. O Brasserie ficava na rua mais cara de São Paulo, tinha 90 funcionários e o aluguel custava R$ 60 mil por mês.

Reprodução

Pai e filho ficaram de boca aberta e caíram na real e no fim Vinicius ainda aproveitou para pedir um estágio para Jacquin, que contratou o rapaz para trabalhar em seu restaurante Tartar & Co como voluntário.

Apesar dos esforços do programa, que transformou o local em um restaurante de culinária contemporânea, o Sal e Pimenta acabou fechando as portas pouco tempo depois.

  1. El Maktub

 Outro local que também foi salvo da falência foi restaurante árabe El Maktub, localizado na zona leste de São Paulo. A surpresa começou logo na entrada, com a disponibilização de preservativos em um suporte na parede. Jacquin ficou chocado e se questionou se o local se tratava de um restaurante mesmo.

Reprodução

Ao contrário do que parecia, o negócio era de família e se tratava de honrar as origens da matriarca, que já havia partido. Porém, o que atrapalhava era justamente isto: a mãe do dono, Kadige, estava empregando a família inteira, sem poder arcar com tantos funcionários e carregando alguns folgados nas costas.

Sem contar que Kadige é uma figura e com sua personalidade forte teve algumas cenas de deboche com Jacquin e chegou a xingá-lo e querer que ele fosse embora. “Eu não sei se ele é chato ou se ele é fofo”, foi uma frase usada por ela, que com certeza você também, lá no fundo, já pensou.

O chef também não gostou muito do show de dança do ventre que rolava no meio do jantar, mas que atraía bastante clientes, e acabou mantendo a a atração de uma maneira menos invasiva nas mesas. A decoração e a reforma também ficaram simplesmente incríveis!

 

Tem mais algum episódio legal pra indicar? Fala aí nos comentários!

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

 

 

Já faz um tempo que as hamburguerias invadiram o Brasil, e, se antes eram exclusividade de grandes redes internacionais como McDonald’s e Burguer King, e para quem pudesse pagar por uma franquia dessa, hoje o mercado está bem mais acessível.

Você encontra uma hamburgueria ou food truck literalmente “em qualquer esquina”, principalmente depois que os hambúrgueres artesanais conquistaram nosso estômago com um sabor que deixa o fast food no chinelo.

A popularização foi positiva, mas, em contrapartida, é preciso destacar da forte concorrência, oferecendo qualidade, criatividade e preços que chamem a atenção do consumidor e o levem a escolhê-lo. Um grande chamariz para fazer diferente dos outros é apostar nos molhos e especiais do mês, onde você fica livre para criar com diversos produtos e especiarias que já temos no mercado, como a DECABRÓN.

Se você já tem uma hamburgueria ou pensa em começar um negócio no ramo gastronômico, com certeza já ouviu falar de fritadeira, chapa, coifa,  e itens básicos que são necessários para atender a clientela.

Mas fomos além e pesquisamos no The Burguer Store, o primeiro empório do Brasil voltado exclusivamente ao hambúrguer para trazer 5 dicas de itens que não podem faltar na sua hamburgueria e você nem imaginava que existiam. Eles vão facilitar – e muito – o seu trampo do dia a dia.

Manteigueira – você pode colocar o aparelho em cima da chapa e usar para passar a manteiga no pão ou hambúrguer de maneira uniforme e padronizada. Fica igual para todos os clientes e é econômico, porque vai sair na medida necessária, sem desperdício.

 

Modelador de hambúrguer – seja para fazer hambúrguer caseiro ou profissional, esse aparelho é prático e rápido para abastecer e operar. Ele produz hambúrgueres de 100 até 190 gramas em tempero único, o que padroniza a produção.

 

Espátula prensa – Sabe aquele hambúrguer do personagem Dudu, do Popeye? Ele sempre come um burguer prensado, em que a carne fica como uma crosta fina irregular saindo pra fora do pão. Esta é a nova tendência nas hamburguerias e se chama smash burguer, já famosos e servidos tradicionalmente no Bullger e no The Patties. Se você quiser inovar na sua hamburgueria e fazer um smash, vai precisar da espátula prensa, que pode ser utilizada em altas temperaturas em cima da chapa.

 

Dosador de molhos – este é um dispensador de molhos com controle de dosagem, feito para minimizar desperdícios, padronizar os produtos e agilizar o processo de preparo dos alimentos (melhorando a qualidade do produto final e reduzindo custos). O sistema de dispensar garante aproveitamento de 99% do que está no reservatório, o que diminui desperdício e facilita a limpeza. Outra vantagem é servir sempre a mesma quantidade de molho sempre, então os clientes sempre vão experimentar o mesmo sabor.

 

Régua para pães – Esta régua serve como gabarito para o corte padronizado de pães e comporta até 4 unidades simultaneamente. Vai aumentar a produtividade e garante a precisão de tamanho nas peças cortadas.

E aí, já dá pra começar a ficar mais profissa, né cabróns?

Se quiser aproveitar uma última dica, vá conhecer nossa linha Food Service, com embalagens com mais de um quilo de nossos temperos, condimentos e molhos de pimenta. Dá pra você usar e abusar da criatividade na cozinha, misturando e inventando novos sabores com nossos produtos. Daí vai fechar com chave de ouro e quero ver o cliente não voltar.

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

 

 

 

 

Verão, férias, biquíni, bons drinks, diversão e…lugares lotados! É assim que costuma ser nas cidades mais baladas neste período do ano. Se você não foi, com certeza tem algum amigo que já marcou presença nas cidades praianas mais conhecidas, como Florianópolis, Ilhabela, Guarujá, Rio de Janeiro, Arraial do Cabo, Maceió, Natal e Porto Seguro. Aqui no velho oeste, é tradicional entre muitas famílias investir as economias em pacotes de viagem para Balneário Camburiú (SC) e, como se não bastasse a praia e a cidade completamente lotadas, você ainda pode encontrar seu vizinho peludo de sunga.

Alguns outros locais que até então eram bem calmos, também caíram nas graças da mídia e recebem milhares de turistas nesta época, como o Jalapão (TO) e Capitólio (MG), lugares com cachoeiras de tirar o fôlego e muitas atrações de água doce. Mas que, depois de ganhar os holofotes, também ampliaram o turismo e o número de visitantes.

Até aí nada de errado, já que tem muita gente que busca justamente o agito das praias e cachoeiras e uma vida noturna badalada. Mas, se você quer um pouco mais de calma e descanso ou até mesmo conhecer lugares menos explorados e com mais belezas naturais, esse post pode te ajudar. Ah, e não se esqueça que 2020 terá o dobro de feriados prolongados pra você aproveitar.

Selecionamos 5 lugares pouco conhecidos no Brasil que você pode incluir no seu roteiro de férias ou planejar com mais calma para os próximos meses, antes que virem modinha:

1. Nobres (MT)

Nem só de Bonito (MS) vive o centro-oeste. Ali do lado, no Mato Grosso, a tímida e exuberante cidade de Nobres chama a atenção.
Se você curte o contato com a natureza e quer aproveitar um ecoturismo mais em conta e menos explorado pelo ser humano, essa cidade com ar de interior é o lugar ideal.

Os rios possuem água cristalina e as cachoeiras e grutas tiram a zica só de olhar. A 150 km de Cuiabá, o período mais indicado para a visita é de abril a setembro, quando há menos chuvas e menos risco de ser vítima de uma tromba d’água, mas há quem prefira os períodos com mais água, com as cachoeiras mais exuberantes e a mata verdinha.

Poucos dias são necessários para conhecer os pontos principais, como O Aquário Encantado, um lugar escondido na mata com águas azuis e diversidade de peixes, que você pode conferir com um snorkel de pertinho dentro da água. Tem também a cachoeira Serra Azul, na cidade vizinha de Rosário Oeste, com uma queda d´água de 45 metros e um lindo lago cheio de peixes.

O Aquário Encantado fica no meio da floresta. (Divulgação)

Você também pode ir na Lagoa das Araras para contemplar o por do sol e a diversidade de aves; no Balneário Estivado, onde tem uma prainha formada por uma lagoa, ou fazer mergulho no rio Triste. Se gosta de aventura, pode ir a pé ou de boia cross para a Gruta Duto do Quebó, que tem um túnel de 280 metros de cumprimento.

A maioria das atrações fica em propriedades privadas em que cobram a entrada, mas ainda pode ficar mais em conta a hospedagem do que nos lugares tradicionais.

2. Ilha de Superagui (PR)

A 158 quilômetros da capital paranaense, este destino possui paisagens naturais e uma comunidade rústica e menos populosa do que os locais próximos. Com 38 quilômetros de costa, a praia Deserta é a maior, onde pode-se caminhar ou andar de bike por horas seguidas.

O local conta com o Parque Nacional de Superagui, uma área preservada com espécies que sofrem risco de extinção e raras, como o mico-leão-da-cara-preta e o papagaio-da-cara-roxa. Além disso, entre os meses de março e abril, ocorre a migração de aves dos países nórdicos para a ilha, e você pode encontrar espécies das mais variadas cores.

O Parque Nacional de Superagui tem espécies raras e vegetação preservada. (Divulgação)

O Parque também foi eleito Patrimônio Natural da Unesco em 1999, já que além da exuberância dos animais, ainda tem grande quantidade de árvores, como jacarandas, ipês, figos, orquídeas, caxetas, jevirás e palmeiras.

Para chegar à ilha, pode-se pegar um barco em Paranaguá e viajar por três horas, onde já começa o passeio. O destino fica no município de Guaraqueçaba, perto da divisa entre os estados do Paraná e São Paulo

3. Parque Nacional da Chapada das Mesas (MA)

Localizado no sul do Maranhão, o Parque Nacional da Chapada das Mesas possui 160 mil hectares de Cerrado e conta com inúmeras quedas d’água de tirar o fôlego, como a Cachoeira de Santa Bárbara, a mais alta do complexo, com uma queda de 70 metros de altura.

A queda fica no município de Riachão, onde você também encontra cinco cachoeiras incríveis, além do Encanto Azul e Poço Azul, duas piscinas naturais de água cristalina que se distanciam por 6 km uma da outra.

O Poço Azul tem águas cristalinas e perfeitas para banho.                              (Foto: Maladeaventuras.com)

O cerrado ainda possui florestas de buritizais, sertões e relevo de chapadas vermelhas, que compõem um estonteante conjunto de curiosas formações rochosas, cânions e cavernas.

As cachoeiras de São Romão, em Carolina e a Cachoeira da Prata, onde se pode praticar rappel e canionismo também se destaca por sua grandeza, mas outras atrações como o trekking até o Morro das Figuras, com inscrições rupestres e as trilhas ecológicas como a que leva até o Morro do Chapéu não deixam nada a desejar no quesito aventura.

Os aeroportos mais próximos são em Araguaína (TO), a 150 km e Imperatriz (MA), a 215 km do Parque Nacional. Os complexos de cachoeiras e as piscinas naturais cobram a entrada.

4. Pancas (ES)

A 180 km de Vitória, você pode encontrar o paraíso do turismo de aventura e das belas paisagens na cidade de Pancas. O local é cercado por montes e montanhas dos mais variados formatos, que formam os Pontões Capixabas com montanhas de mais de 700 metros de altura.

A cidadezinha tem trilhas, cachoeiras, turismo de aventura e rampas de vôo livre, como a Clementino Izoton, conhecida também como Rampa da Colina, que possui 565 metros de altitude, excelente para a prática de vôo livre e contemplação dos morros e uma magnífica vista de toda a cidade. O local sedia a etapa Capixaba de Vôo Livre e recebe praticantes de asa delta e parapente de todo o mundo.

Monumento Natural dos Pontões Capixabas (Foto: IcmBio)

Quem vai conhecer Pancas não pode deixar de lado uma visita à Pedra da Agulha, que fica a apenas 3 km do centro e é uma das maiores montanhas do Brasil (500m) e com a escalada mais difícil, indicada somente para os profissas, mas há também uma trilha que vai até a base da pedra, com duração de uma hora e meia de puro visual. A Pedra da Gaveta também é curiosa, pois tem um enorme buraco perto de seu topo, por isto leva este nome.

As cachoeiras do Bassani, que tem uma grande queda que termina em um poço, da Breda, da Santa Ana, do Moraes, que possui águas rasas para o banho e do São Luís são alguns dos destaques paradisíacos da região.

5. Areia Branca (RN)

O vilarejo e praia Ponta do Mel no município de Areia Branca é o único lugar em que o sertão encontra-se com o mar. O local é rodeado por falésias coloridas, dunas de areia claras e rosadas, voltadas para as águas marítimas.

Dunas claras e rosadas permeiam o mar no Maranhão. (Foto: Delson Cursino)

O local é pouco conhecido, até mesmo pelo povo potiguar e se destaca pela produção de sal e por sua vila de pescadores super gente boa. A cerca de três quilometros da vila, uma trilha pela vegetação de caatinga leva até as Três Cruzes, que foram colocadas durante a gravação do filme Maria Mãe de Deus, em cima de uma falésia enorme que dá vista para a praia da Ponta do Mel, a vila, o Farol e as Dunas do Rosado. Você pode pegar uma trilha na beira do abismo que leva até o Farol, que está lá desde o século 19 e possui uma vista magnífica.

E aí, bora comprar a passagem?

Conta pra gente se você também tem um secret point pra indicar pros amigos cabróns.

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

É indiscutível que nos últimos anos cada vez mais pessoas têm se interessado pela gastronomia. Se antes isso era tarefa das matriarcas da família, hoje absolutamente qualquer um, independente da idade, acaba se arriscando no papel de masterchef. Não é a toa que a cozinha se tornou o principal local de convivência das casas e se reunir pra este momento tem sido uma das poucas horas em que não estamos apegados nos smartphones – a não ser que as receitas estejam lá!

E pra isso não faltam blogs, sites, Instagrans e canais no YouTube reciclando técnicas, expandindo horizontes e  trazendo novidades culinárias.  É mais ou menos aquilo que estamos acostumados a ver na TV por décadas, como a Ana Maria Braga, Catia Fonseca e até a Palmirinha, mas com a diferença de que você pode procurar o que quer, com o ingrediente que tem na mão e com o apresentador que sente mais afinidade.

E nesta incrível bolha que é a internet, pesquisamos e fomos a fundo ao mundo da gastronomia não tradicional, e selecionamos pra vocês 5 canais no Youtube que ensinam além do que já estamos cansados de fazer, com novas técnicas, maneiras de preparo e adaptadas à praticidade que precisamos no dia a dia.

  1. Só Vide

O youtuber autodidata Bruno Mizogutti tem como missão popularizar a técnica Sous Vide, que nada mais é do que um cozimento lento com a comida embalada a vácuo. Desde fevereiro de 2017 o cara já lançou mais de centenas de vídeos com todos os tipos de receitas utilizando a técnica e leva todas para o canal – até mesmo as que não dão muito certo, como o brigadeiro, que mais pareceu um doce de leite de chocolate – #Fail.

Chorizo com 2 quilos de manteiga causou polêmica no canal. (Reprodução)

Para realizar o procedimento, Bruno explica quais equipamentos são necessários neste vídeo, mas basicamente a magia acontece com uma embaladora a vácuo e um termocirculador com Bluetooth, que cozinha os alimentos a altas temperaturas programado pelo celular. O objetivo do youtuber é que os alimentos não percam o sabor durante o preparo, por isso testa absolutamente tudo no Sous Vide.

O vídeo mais assistido foi a picanha com marmorarização forçada com manteiga de boi, que teve 254 mil acessos. E parece que o pessoal gosta mesmo das receitas que envolvem carne e gordura, porque o chorizo com 2 quilos de manteiga, o burguer de Tutano e maminha com mostarda e mel também tiveram grande audiência.   Mas o canal tem de um tudo e pra todos os gostos, como o Sous Vide de polvo,  atum com crosta de gergelim, pudim, cerveja e até ovo de páscoa. Vale dar um confere.

2. Micro Sobrevivência

Desde 2013 Filipe Soares vem facilitando a vida de muita gente em seu canal. Isso porque ele ensina todos os tipos de receitas com a utilização de um micro-ondas. Por essa você não esperava né? Ideal para

Filipe Soares ensina a sobreviver apenas com um micro-ondas. (Reprodução)

quem mora sozinho e quer praticidade ou não curte mexer com fogo, o paulistano dá dicas desde o básico, sobremesas e até o gourmet, e de vez em quando leva convidados, como Mari Moon, Oscar Filho, participantes do MasterChef e blogueiros.

No Micro Sobrevivência você pode encontrar receitas como, quesadilhas, batata frita, strogonoff de frango, pão de calabresa, cuzcuz paulista e camarão na moranga. Tem de tudo ao alcance de um clique nesse aparelho que até então você só tinha usado pra requentar o almoço e fazer brigadeiro.

  1. Maurício Rodrigues

Olá friends – é o bordão inicial dos vídeos do paulistano Maurício Rodrigues, que tem como missão ensinar receitas que utilizem a fritadeira sem óleo (AirFryer) e na panela de pressão elétrica. Em mais de uma década na área, Maurício já lançou três séries de livros culinária, mantém o canal no Youtube e os blogs Fritadeira sem Óleo, Receitas na Pressão, Máquina de Pão e Sou Gourmet. O cara é viciado em lançar conteúdo e ainda mostra no canal algumas das suas viagens pelo mundo e a culinária local.

Fritadeira sem óleo é a especialidade de Maurício. (Reprodução)

Na AirFryer Maurício ensina a fazer petit gateau de doce de leite, quibe de assadeira,  kafta, figos com brie e mel, donuts,  entre outras. Dá pra fazer bonitos pras visitas, que nem vão imaginar como você fez. Já na panela de pressão elétrica tem sopa de grão de bico, pão, omeletão que serve a família toda, almôndegas belgas e até abacaxi em calda.

 

Dica Plus: Boca a Boca

Se você quer fazer bonito meeeesmo e exibir seus pratos nas redes sociais, este canal tem que ficar salvo nos seus favoritos. Da chef Carla Pernambuco, sócia do restaurante Carlota, em São Paulo, ele traz o quadro “Séries a Bolonhesa”, com pratos e receitas em homenagem a seriados e filmes famosos, como Game of Thrones (bolo de limão da Sansa), Breaking Bad (Pollos Hermanos) e Friends (cookies da vó da Phoebe).

A caráter, a chef Carla homenageia grandes séries e filmes da TV.         (Reprodução)

Com o penteado da Dona Florinda, Carla ensinou a fazer em seu canal o famoso sanduíche de presunto do Chaves, também um curry de frango em homenagem ao Raj de Big Bang Theory, lasanha de panqueca do Garfield, muffin de manga e abacaxi de Grey’s Anatomy e até molho de domingo da família Soprano. Muito criativo!

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

 

Essa é pra você que é fã de miojo e que entra em desespero toda vez que tem  fome – principalmente se tá sem grana pra pedir um delivery. Se você mora sozinho provavelmente sua geladeira sempre tem um pouco de tudo e tudo de nada, a pia sempre ta cheia de louça e visita parece que brota do jardim. E aí, o que preparar pra receber os amigos ou pra larica da madrugada?

Nós sabemos que nesta hora a preguiça reina, então separamos 10 receitas salgadas e doces bem simples, que levam poucos ingredientes e que sujam poucos refratários ou panelas, para você sair de uma vez por todas do restô-don-tê e do ovo frito e ainda fazer bonito na fotinha do Instagram do #pratododia.

Pizza de pão de forma

Ingredientes

Pão de forma
Queijo
Presunto
Calabresa
Alho
Cebola
Molho de tomate

Qualquer coisa que você tenha em casa que combine com pizza

Modo de Preparo

É muito simples: monte uma camada de pão de forma em um tabuleiro ou refratário untado e coloque metade do molho de tomate, o presunto, queijo e calabresa picados,  depois o alho, cebola ou qualquer ingrediente que você tiver vontade e passe o restante do molho por cima. Pode salpicar também um orégano que fica gostoso. Depois é só colocar alguns minutos no forno até o queijo derreter e servir.

Pão de queijo três ingredientes

Ingredientes

1 caixinha de creme de leite (não pode ser lata)
1 xícara de queijo parmesão ralado
1 xícara de polvilho azedo

Modo de preparo

Em um recipiente grande, coloque o queijo ralado e o creme de leite e misture com as mãos. Aos poucos, vá colocando o polvilho e misturando bem. Assim que a massa desgrudar dos dedos sem deixar restos na tigela você vai saber que tá no ponto certo. Se precisar vá colocando um pouco mais de polvilho.

Dê forma pra massa enrolando-a em bolinhas do tamanho que quiser e coloque em uma assadeira untada no forno pré-aquecido a 180 graus. Espere de 20 a 30 minutos ou até dourar e retire.

Se quiser inovar, pode usar outros tipos de queijos como ricota e até acrescentar linhaça ou chia pra ficar mais tchãns.

Ovo mexido de micro-ondas

Ingredientes

2 ovos
1 fatia de presunto
Queijo parmesão ralado
Orégano
Sriracha Tradicional

Modo de preparo

Pegue uma vasilha que possa ir ao micro-ondas e bata os dois ovos. Depois, acrescente o presunto e o queijo ralado e mexa mais um pouco. Coloque no micro-ondas por dois minutos, adicione algumas gotas de Sriracha e voilà, tá pronto.

Palito de queijo empanado

Ingredientes

3 ovos
Orégano e sal a gosto
Farinha de trigo
Farinha de Rosca
500g de muçarela
Óleo para fritar
Sweet Chilli Goiaba

Modo de preparo

Bata 3 ovos com orégano e sal a gosto no liquidificador. Coloque farinha de trigo em um prato e farinha de rosca em outro. Corte 500g de muçarela em tiras grossas, passe no ovo, depois na farinha de trigo e, em seguida, na de rosca.

Frite em óleo quente e retire os “palitinhos” para descansar em papel toalha. Sirva com Sweet Chilli Goiabada que fica filé.

Macarrão com cogumelos

Ingredientes

1 pacote do macarrão que você mais curte
1 bandeja de cogumelos paris
1 cebola pequena e um dente de alho
¼ de taça de vinho
1 caixinha de creme de leite
Sal e pimenta do reino a gosto
Azeite ou manteiga

Modo de Preparo

Em uma panela cozinhe o macarrão, enquanto em outra, refogue nesta ordem: cebola, alho e cogumelos picados. Acrescente o sal e a pimenta do reino e mexa bem até os cogumelos murcharem.

Assim que estiver chegando ao ponto, acrescente o vinho e mexa bem até desprender tudo do fundo da panela. Depois que o álcool evaporar um pouco, acrescente o creme de leite, mexa por 15 segundos e desligue.

Daí é só escorrer o macarrão e misturar com o molho.

Massa de torta coringa

Ingredientes

2 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de leite
1 xícara (chá) de óleo
3 ovos
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó
Sal e pimenta do reino a gosto
1 Ketchupinho Caipira original

Recheio

Qualquer coisa que você quiser. Sugestões: legumes picados, palmito, salsicha, carne moída, frango desfiado, milho, tomate, cebola e pimentão cortados em cubinhos. O nosso Ketchupinho Capira cai como uma luva.

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno em 180°C e, enquanto isso, bata todos os ingredientes (menos o fermento) no liquidificador até obter uma massa lisinha. Unte uma forma com manteiga ou azeite e um pouco de farinha, despeje metade da massa na forma, recheie com o que quiser e despeje a outra metade por cima. Asse por uns 30 ou 40 minutos, até a massa ficar firme.

Caldo de abóbora cabotiá com gengibre

 Ingredientes

1 abóbora Cabotiá pequena

1 gengibre ou uma colher de gengibre em pó
½ cebola
Água
Sal
Azeite

Modo de preparo

Corte a abóbora Cabotiá em pedaços pequenos e reserve. Refogue a cebola no azeite e coloque a abóbora cobrindo com água, um pouco de sal e um gengibre pequeno ralado ou uma colher de chá da raiz em pó.

Assim que a abóbora estiver molinha, desligue e bata no liquidificador. Sirva em tigelas e, se quiser, molhe pedacinhos de pão ou torrada.

Vamos às opções de sobremesas rápidas, porque nem só de salgado vive o homem:

Brownie de micro-ondas

Ingredientes

3 ovos
3 colheres (sopa) de margarina derretida
1 xícara (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de chocolate ao leite picado
1/2 xícara (chá) de castanha-do-pará picada

Modo de preparo

Em uma tigela, misture os ovos e a margarina. Depois, acrescente o açúcar, o chocolate em pó e a farinha de trigo peneirada. Coloque o chocolate picado e as castanhas em um refratário untado com margarina.

Leve ao micro-ondas por 5 minutos na potência alta e deixe descansar por mais 5 minutos antes de servir. Uma dica é incrementar com sorvete e calda de chocolate. Fica chique no úrtimo.

Brigadeiro de café com castanhas

Ingredientes

1 lata de leite condensado
4 colheres (sopa) de chocolate em pó
Uma colher (sopa) de manteiga
1 colher (chá) de café instantâneo
½ xícara de castanhas

Modo de preparo

Você começa pelo brigadeiro básico. Aquecendo uma panela em fogo médio, colocando a manteiga e o leite condensado, misturando e depois o chocolate em pó. Acrescente o café e metade das castanhas e mexa até chegar ao ponto em que é possível enxergar o fundo da panela.

Espalhe o brigadeiro em um recipiente e jogue o restante das castanhas por cima. Espere esfriar e ponha na geladeira para consumir.

Mousse de limão

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1/2 copo americano de suco de limão

Modo de Preparo

No liquidificador, bata o leite condensado e o creme de leite por 3 minutos. Acrescente aos poucos o suco de limão e continue batendo. Despeje o mousse em um refratário e leve à geladeira. Simples, fácil, rápido e gostoso.

Você pode por também raspas da casca do limão por cima pra fazer uma graça.

Se quiser, dá um confere na seção Receitas do blog que tem pra todos os gostos. Desde Sopa quatro queijos no pão italiano até o gallo pinto costarriquenho. Se fizer alguma dessas receitas, manda foto pra gente, hermano!

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

Há mais de cem anos no cardápio da humanidade, a combinação pão + hambúrguer vem se tornando cada vez mais popular entre os brasileiros. As hamburguerias e foodtrucks se espalharam por todos os cantos e a competição por quem faz uma combinação mais sensacional e com custo benefício fica cada vez mais acirrada, tanto nas grandes cidades como interior.

No entanto, para algumas pessoas a combinação tradicional hambúrguer e batata frita é pra lá de sem graça e muitas misturas exóticas vêm ganhando destaque pelo mundo, e, claro, sempre tem alguém que curte a bizarrice.

Se você ama um hambúrguer, vem com a gente conhecer o tipo de coisa que é oferecida por aí e, quem sabe, você resolve preparar para receber seus amigos em casa qualquer dia desses.

Sanduíche com chocolate: esta combinação é a mais de boa, pelo menos para os chocólatras. No McDonald’s da Itália é possível escolher um sanduba que consiste apenas em pão e Nutella, que se chama Sweety. Facinho de fazer. No ano passado, o Outback lançou também o seu chokkie thunder burger. Feito em pão australiano, ele traz um brownie empanado e assado, morangos, creme de avelã e marshmallows gratinados.

Para os amantes da cozinha italiana: o restaurante americano PYT sem dúvidas foi mais longe e criou hambúrguer de lasanha, que vem recheado de muita mussarela e molho vermelho e também lançou uma outra opção, com espaguete e queijo parmesão. Este último mais parece um miojo com hambúrguer, uma vez que os “cabelos de anjo” vão no lugar do pão.

Pão vermeio: o Burguer King do Japão foi além na bizarrice para se destacar dos concorrentes. Por lá, eles utilizam tomate em pó para preparar a massa, o que resulta em um pão vermelho. Mas não para por aí, o recheio leva molho de pimenta misturado com missô vermelho, salada e queijo tingido da mesma cor. Pelo menos a carne, que pode ser bovina ou de frango, permanece na cor original. E não parou por aí, há também a versão com pão preto, com um molho misturado com tinta de lula. O queijo também vem tingido com um carvão de bambu. Se você gosta de comer com os olhos, esta opção não é pra você.

Pizza-burguer: A rede Domino’s Pizza da Índia criou um hambúrguer bem diferentão. Em vez da carne, o recheio é feito com pasta de feijão, pimentão e relish picante. Pra quem não conhece, o relish é um molho americano de sabor agridoce preparado com vegetais picados, açúcar, vinagre e especiarias. E a maior novidade vem na substituição do pão por massa de pizza, tudo assado no forno.

Tipo Springfield: A lanchonete britânica Hungry Horse fez um sanduba especial para agradar os fãs dos Simpsons. A parte tradicional traz duas fatias de carne cobertas com queijo, bacon e molho barbecue. Maaaas, o que fecha a conta são duas rosquinhas caramelizadas nas extremidades, presas por um palito de churrasco para que não acabe desmanchando.

Tá de boa? Então vamos às verdadeiras bizarrices:

Na Carolina do Norte (EUA), uma lanchonete lançou um sanduíche que leva uma tarântula assada inteira em cima da carne. Se você tem medo de aranhas, fique longe. Rolou também pela internet a foto de um sanduba japonês com sapo frito empanado, as perninhas crocantes ficam de fora para chamar a atenção…tudo isso a preço de um Big Mac. A iguaria foi vendida no parque temático Orbi Yokohama.

Em Nova York, um restaurante de culinária mexicana também vem dando o que falar depois de ter incluído no cardápio um hambúrguer feito com grilos, o que seria até comum no oriente. Porém, segundo alguns jornais americanos, a receita foi um sucesso e as vendas da novidade foram boas.

Na Suíça uma galera que preza pela sustentabilidade tem desenvolvido hambúrguer e outros produtos com farinha de verme moído – mas calma, os insetos são cultivados em criadouros higienizados e são adicionados a purê de grãos e temperos. Depois é só moldar no formato burguer e voilà.

E aí teve alguma inspiração pro lanche de hoje? Conta pra gente nos comentários. E se você achou isso bizarro e horroroso, vai de tradicional mesmo com a nossa grelha fueda. Ou então, pega todos esses grilos da sua cabeça e coloca nela.

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa.