Amplamente consumido no café da manhã pelos norteamericanos, o bacon se popularizou no Brasil como um ingrediente chave na hora de dar sabor a um prato e, principalmente, no hambúrguer. Fonte de polêmica e discórdia quando o assunto é saúde, fato é que quase ninguém dispensa uma fatia dessa delícia. Mas, o que sabemos de fato sobre ele, além de ser parte da barriga do porco?

Reviramos a internê e as enciclopédias Barsa para trazer 6 curiosidades e coisas que quase ninguém sabe sobre o bacon, saca só:

1. Ele pode ser bem mais antigo do que se pensa

Pra quem não sabe, o bacon é a carne de porco curada, ou seja, uma carne que foi salgada e defumada. Pois esta forma de conservar as carnes já era utilizada há pelo menos quatro mil anos, segundo registros chineses. Desta forma, prolongava-se a vida útil dos alimentos antes da invenção da geladeira e do freezer.

2. O sabor mágico tem motivo

Não é apenas uma impressão de que o bacon torna tudo mais saboroso. Isso se deve à riqueza de sal e gordura, dois ingredientes que são capazes de acentuar os gostos dos alimentos. O sal realça o sabor, enquanto a gordura tem a capacidade de transportar todos os diferentes gostos até as papilas gustativas, que, inclusive, absorve notas adocicadas bem discretas que a carne de porco contém. É uma explosão de sabores bem na sua língua.

Além disso, já ouviu falar umâmi? Segundo a ciência, este é um dos cinco gostos básicos identificados pelo ser humano e animais, que inclui o doce, salgado, azedo e amargo. O bacon então é rico em umâmi, uma palavra japonesa que significa “gosto saboroso e agradável”, mas na verdade se trata dos nossos receptores a  glutamatos e nucleotídeos, que podem causar um efeito viciante no cérebro.

3. Bacon é medicinal

Por essa você não esperava. De acordo com um estudo da universidade de Massachusetts, o bacon pode ser utilizado para remover larvas de mosca-varejeira, que causam infecções de pele, as famosas bicheiras. Basta aplicar por pelo menos 3 horas uma fatia de bacon na área afetada.

Na Universidade do México, crianças com sarna participaram de uma experiência utilizando um creme adequado para a doença, enquanto metade delas foi tratada com bacon. No fim, o creme curou 100%, contra 88% de resultados positivos com a comida. Porém, foi observado que o creme custa 238 vezes a mais que uma fatia de carne, tornando viável o uso do bacon em condições de pobreza.

4. Bacon é religião, perfume e até combustível

Reprodução

Parece mentira, mas a fixação dos americanos por bacon é tão grande que eles fundaram a Igreja Unida do Bacon. Apesar do nome,  a igreja trata-se de uma organização de ateus e céticos que criticam a filosofia e dogmas das demais religiões e busca combater o preconceito contra quem não acredita em Deus. Em outdoors espalhados por Las Vegas eles pregam: “Bacon é o nosso Deus. Porque bacon é real”.

Da série amantes do bacon, temos ainda a marca Fargginay, que, após pesquisar os aromas preferidos pelos homens, simplesmente decidiu criar um perfume com cheiro de bacon. Segundo descrição da Amazon – que vende o produto-, o perfume contém 11 óleos essenciais puros, que trazem um ligeiro toque de bacon. O lançamento foi em 2011, mas bem antes, segundo a própria empresa, o açougueiro John Fargginay descobriu por acidente uma receita que misturava ervas, óleos e essência de bacon e passou a vender como perfume, deixando seus clientes muito felizes. No entanto, um terrível incêndio teria acabado com a fórmula, que viria a ser recriada neste milênio. Se é verdade, só ele pra saber.

Na Inglaterra a gordura de bacon cozida tem sido utilizada para produzir biodiesel, como uma alternativa aos combustíveis poluentes. A empresa americana Hormel Foods também criou uma moto movida a bacon, que acabou rodando milhares de quilômetros pelo país para a produção de um documentário. Eles ainda divulgaram que a bacon-bike ainda emite o cheiro característico do porco defumado.

5. Piada sem limites

Reprodução

Que atire a primeira pedra quem nunca fez uma piada ordinária chamando seu bacon de Kevin Bacon. Não? rs

Em 2010 o artista Mike Lahue ficou por três meses colando pedacinho por pedacinho de bacon em uma base de isopor com a cara do ator hollywoodiano. O belo resultado foi leiloado para uma instituição que luta contra o câncer infantil.

6. Temos um fera no bacon no Brasil

Reprodução Instagram

A maior autoridade brasileira quando o assunto é bacon é o empresário Henry Rolin, que criou uma versão redonda, ideal para hambúrgueres. Rolin iniciou seu negócio de massas e molhos italianos em 2016 em Cotia, a Famiglia Artigianale, mas, depois de montar uma mini-fábrica em casa e pesquisar tendências, começou a investir em criações

exclusivas com o bacon, sempre divulgando tudo pelas redes sociais. Foi aí que nasceu a FA Defumados e o mito do bacon, que hoje é acompanhado por 28 mil seguidores no Instagram e vende bacon até pela internet. Além dos bacons redondos, Rolin manja muito de bacon artesanal dos mais variados tipos, vale a pena acompanhar nas redes sociais.

E aí? Sabe de mais alguma coisa que não contamos? Conta pra gente nos comentários. E se você quiser, aqui tem uma receita fueda de Blood Mary com Habanero e Bacon do Marky Ramone. Para ver todos nossos produtos com bacon, clica aqui também.

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.