Muito se fala sobre o sexo tântrico, mas, de fato, a maioria não faz ideia de como funciona. Não, não se trata apenas de prolongar o orgasmo, não se tocar e muito menos de sexo grupal, kama sutra ou algo do tipo. Muito além do sexo e do seu objetivo final, esta é uma técnica hindu que veio do tantra ou tantrismo que tem como objetivo a conexão consigo mesmo, com o outro e a expansão da consciência. No tantra, o corpo é um instrumento para fazer as energias circularem livre das repressões e, por meio das técnicas, trazer unicidade com todas as coisas e o universo.

Assim como a meditação, o objetivo é estar presente em cada segundo e a entrega total. Por isso, a ejaculação pode ficar em segundo plano, enquanto o orgasmo pode acontecer apenas com a circulação de energia entre os parceiros e em intensidades muito maiores do que estamos acostumados.

Além de quebrar tabus e sentir orgasmos múltiplos, o sexo tântrico ainda alivia a ansiedade, equilibra as energias do corpo, melhora a respiração, fluxo sanguíneo e funcionamento dos órgãos e pode ser praticado por qualquer pessoa, independente da idade.

Mas e aí, quer saber como incorporar nas suas relações e ter um sexo transcendental?

Vamos às 5 dicas para iniciantes praticarem os princípios do sexo tântrico:

  1. Prepare o clima

Segundo alguns autores do tema, é importante diferenciar o momento da prática com a vida cotidiana, por isso, invista em cheiros agradáveis como essências ou incensos – alfazema, almíscar, dama da noite, jasmim, noz moscada, patchouly, rosas e verbena – são os mais indicados para romance e sedução.

Acenda velas, coloque uma roupa de cama legal, almofadas e ligue um som suave e convidativo para o momento.

  1. Foque em quem está com você

Tem gente que curte fantasiar, explorar a imaginação e até acaba esquecendo quem está lá. No tantra, o foco precisa estar nas sensações, na companhia, e em cada aspecto do momento presente.

O contato visual também é muito importante. No dia a dia muita gente se vê, mas não se enxerga, então, vocês podem até fazer um exercício constante de passar longos minutos se olhando nos olhos, deixando as emoções virem e como um treino para os momentos tântricos.  Na hora da prática, não tire a sua atenção do aqui e agora.

  1. Explore o corpo

As mãos devem percorrer o corpo do parceiro inteiro, é preciso estar entregue ao momento e senti-lo por inteiro. O toque deve ser leve, sutil, mais para sentir a energia que emana do corpo do que para causar qualquer tipo de excitação por meio de apertões fortes. Lembrem-se mais uma vez: presença, presença e mais presença.

Depois, a língua pode ser introduzida no rolê, passando mais uma vez por todas as partes do corpo, mas atenção: não vale sexo oral. O objetivo é percorrer o corpo nos lugares mais inimagináveis, do dedão do pé às axilas. Aproveite e explore também o olfato cheirando cada cantinho.

A respiração é outro ponto importante: vá respirando profundamente e expirando de maneira relaxada para fazer o fluxo de energia percorrer pelo corpo.

  1. Faça massagens

Para os iniciantes, a massagem pode ser um caminho legal para começar. Você pode utilizar óleos essenciais e deslizar pelo corpo, se atentando para os locais que são mais agradáveis para quem ta junto. O outro também pode guiar e indicar a intensidade e local mais gostoso. Vocês podem intercalar entre quem faz e quem recebe. 

  1. Treine a posição yab yum

Essa posição tradicional do sexo tântrico ajuda a alinhar as energias e a aprofundar a conexão do casal. Funciona assim: um dos parceiros se senta no chão com as pernas cruzadas (perna borboleta), enquanto o outro senta com as pernas por cima, ao redor do corpo.  Então os dois podem fazer um movimento de roda como se fosse uma dança com o corpo, enquanto se olham profundamente e respiram. Também podem permanecer abraçados ou da forma que ficar mais confortável e ir fazendo os movimentos que o corpo pedir.

Vocês também podem se beijar: o beijo tântrico consiste no contato entre as bocas entreabertas, língua e a respiração no mesmo ritmo.

É legal adotar a respiração circular, em que a inspiração e a expiração têm o mesmo tempo, sem pausas entre elas. Fazendo juntos, o alinhamento energético acontece com mais facilidade.

Sussurrar, gemer, todas as expressões são permitidas e do yab yum deixe fluir para os demais movimentos.

E o fim?

O fim são vocês que definem. Pode ser que muitas práticas sejam necessárias para alcançar os tão sonhados orgasmos múltiplos, mas a idéia é apreciar o caminho, toda a viagem, sem ansiedade para que se chegue a algum lugar.

Para se aprofundar, existem muitos livros e workshops com profissionais sérios e qualificados sobre o assunto.

Agora é só partir para a diversão, amiguinho!

Se você quer apimentar a relação, temos dicas pra você aqui. Se quiser acrescentar comidas afrodisíacas, temos dicas também.

Acompanhe a DECABRÓN no InstagramFacebook ou compre online e receba em casa. 

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.