Praia, calor, gente alegre e bonita, férias…são algumas das coisas que pensamos quando o assunto é nordeste. Alocados lá no alto do nosso mapa brasileiro, este povo tem uma cultura rica e muito diversa, passando desde a arquitetura até as comidas típicas, o sotaque gostozin de ouvir e, claro, o carnaval, que já virou marca registrada e é a cara do Brasil.

Para homenagear esta região, foi criada a data de 8 de outubro como o Dia do Nordestino, e não poderíamos ficar de fora da comemoração – sem lembrar a todos os brasileiros o que o Nordeste tem de bão e que já faz parte do dia a dia nas demais regiões do país.

Por isso, listamos aqui 5 coisas nordestinas que se espalharam pelo Brasil, e, longe de mim querer cometer clichês, mas vamos logo a essa lista, meu rei!

  1. Literatura

O Nordeste é o berço dos maiores nomes e obras literárias do país, temos entre eles: Jorge Amado, Ariano Suassuna, Graciliano Ramos, José de Alencar, Manuel Bandeira, Gonçalves Dias, Raquel de Queiroz, Nelson Rodrigues, entre tantos outros. Os livros mais lidos da história também se passam no sertão nordestino, como Vidas Secas (Graciliano Ramos), Menino de Engenho (José Lins do Rêgo), O Quinze (Rachel de Queiroz), Morte e Vida Severina (João Cabral de Melo Neto) e Terras do Sem-Fim (Jorge Amado).

Se você não leu na época da escola e do vestibular, ainda dá tempo de se deliciar com a rica cultura oferecida na versão papel e que pode ser encontrada facilmente em sebos por aí afora.

  1. Culinária

Os temperos fortes e apimentados (do jeito que a gente gosta!) ganharam o coração de todo o Brasil e encontrar restaurantes especializados ou que oferecem esses pratos é comum, até mesmo em outros países, porque já vimos até gente comendo tapioca na Alemanha, isso sem contar nossos irmãos portugueses, que amam os pratos típicos nordestinos.

Eles nos ganharam pelo estômago nas preparações de moqueca, acarajé, buchada de bode, sururu, carne de sol, macaxeira, cuscuz, canjica, pamonha e vatapá. E que atire a primeira pedra quem não ama um bolo de rolo e acaba com ele num dia só.

  1. Música

Terra de Raul Seixas, Gilberto Gil, Chico Science, Luiz Gonzaga, Tom Zé, Djavan, Dominguinhos, Gal Costa, João Gilberto, Caetano Veloso, Dorival Caymmi, Alceu Valença, entre tantos outros grandes nomes da música – parece que o povo de lá já nasce aprendendo a cantar com os sabiás.

O nordeste ainda dança no compasso de maracatu, frevo, baião, forró, xaxado e axé, coisa que muito brasileiro gosta. Quem é que não ralou na boquinha da garrafa nos anos 90? Independente do gosto musical é difícil resistir a um forró rasta chinela quando toca ou então aos clássicos de pop/axé que ficaram eternizados na voz de Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Netinho, Bell Marques ou até mesmo os novos nomes do forró como o fortalezense Wesley Safadão, que estourou nos palcos do Brasil.

  1. Expressões

Ô cabra, deixe de ser abestalhado! Eu sei que você tá fervendo de vontade de encher o bucho com a comida nordestina, que é boa pra peste e depois dar aquela barrigada boa. Depois vai é se emperiquitar pra ver a boyzinha.

Brincadeiras à parte, esse povo nordestino vem espalhando pelo Brasil há muito tempo seu dialeto e expressões únicas, que já estão incorporadas no dia a dia das outras regiões. Claro que o nordeste é muito grande e o significado de uma coisa ou outra pode mudar, mas reza a lenda que cada vez que você chama alguém de cabra safado, o Lampião se revira no túmulo.

  1. Festa Junina

As festas em comemoração a São João, São Pedro e Santo Antônio foram trazidas na época da colonização e se tornaram obrigatórias em todo o Brasil. Mas ninguém faz essa festa como o Nordeste, com abundância de todas as comidas típicas da época como milho cozido, pipoca, pamonha, cural, canjica, arroz doce, bom-bocado, pinhão, entre tantos. A tradição da fogueira, quadrilhas e gincanas, como o pau de sebo, pescaria e jogo de argola também foram incorporados por todo mundo. E quem é que não adora uma quermesse? Etâ sô.

Conta pra gente o que você mais gosta na cultura nordestina e que já incorporou no seu dia a dia. E se você é dessa região, dê sua opinião também sobre outras coisas que saíram dessa região pra todo o Brasil.

Acompanhe a DECABRÓN no Instagram, Facebook ou compre online e receba em casa. 

 

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.